Tuesday, November 15, 2005

Istambul. Sem palavras e sem tempo


Blue Mosque de dia.
Originally uploaded by Andreas Toscano.
Antes de tudo, perdao aos leitores assiduos do blog. Nao sao muitos, mas sao fieis (eh o que importa). Devia ter avisado que ficaria uns dias fora. Agora jah foi. Ou melhor, fui. Melhor ainda, fomos: eu e meu amor.

Para comemorar nosso primeiro ano juntos, nada melhor do que uma cidade apaixonante como Istambul. Confesso que nao esperava uma overdose cultural/turistica tao grande. Eu devia ter me dedicado mais aas aulas de historia e geografia (voce estava certo, pai). Mas essa eh a vantagem de viajar, voce aprende na marra e na pratica. Eh bem melhor.

Nao tenho palavras para descrever o fascinio que Istambul exerce sobre os visitantes. As palavras que vou usar, sao do guia Lonely Planet. Mas antes vale dizer que parte disso vem da diferenca cultural/religiosa do povo (99% mussulmano). Os homens tem um rosto ameacador e, as mulheres, o rosto coberto pelo lenco. A verdade eh que voce nunca se sente confortavel, eh sempre um alien para eles. E isso eh otimo: voce ve tudo com mais atencao e cuidado. Uma maquina digital com um bom cartao de memoria tambem ajuda.

Meu roteiro foi bem turistico porque o tempo era curto. Na sexta-feira, chegamos e fomos direto para um show de musica e danca Turca. O show acontece todas as noites dentro da estacao de trem da cidade. A mesma estacao de onde parte o famoso Expresso do Oriente, o trem que liga Istambul a Paris. Depois, fomos ver as mesquitas mais famosas (Aya Sofia e Blue Mosque) aa noite. Vista imperdivel. Uma de frente para a outra, competindo para ver qual delas eh mais majestosa.

Sabado, cafe-da-manha olhando o mar e a Mesquita Azul (Blue Mosque). Sensacional. O hotel ficava a 500 metros dos principais pontos historicos. Dali, fomos ao Hipodromo (203 AD), antigo estadio onde aconteciam os principais encontros politicos e esportivos. Lah estao 2 obeliscos: o Obelisco de Theodosius (1500 BC), trazido do Egito para Constatinopla em 390 AD, e a Coluna Constantina (sec. IV), antigo marco da cidade. Lah tambem estah a Coluna de Serpentes e a Fonte Alema.
Do Hipodromo, fomos para o museu Aya Sofia. Originalmente, Aya Sofia era uma igreja. Foi construida entre 337 AD e 361 AD e transformada em mesquita pelo Sultao Mehmed II, apos a conquista de Istambul. Alem do tamanho descomunal, tem o teto todo de mosaico. Detalhe: mosaico de ouro (!), com mais de 30 milhoes de pecas. A mistura de simbolos religiosos no seu interior eh muito interessante.
Depois de Aya Sofia, seguimos para a Mesquita Azul (1609-1616 AD), construida para fazer frente aa Aya Sofia (literalmente). Essa mesquita ainda funciona e fecha 5 vezes por dia nos horarios de reza. Visita imperdivel: seu interior eh uma obra de arte.
Por falar em reza, logo voce percebe que o Isla eh uma religiao que quer se impor. Desde a carta de Maome, seu “fundador”, dizendo que todos devem aceitar Alah como unico Deus ou enfrentar o pecado e as consequencias, ateh os dias de hoje. Digo isso porque todas as mesquitas tem alto-falantes em suas torres e entoam as rezas em alto e bom som para todos ouvirem (na marra).
No sabado ainda fomos ao antigo reservatorio de agua (Basilica Cisterna construida por Bizancio), ao mausoleu da familia Imperial, ao Museu de Arte Islamica, aa ponte Galata, aa Torre Galata, aa Nova Mesquita (linda), ao mercado Egipcio (tambem conhecido como Mercado de Especiarias), ao Grand Bazaar – 1461 AD (com mais de 4000 lojas) e ainda fizemos um Banho Turco. Depois disso, soh restava dormir.
No domingo (como passou rapido), fomos ao Palacio Topkapi. O palacio se divide em 4 areas. A primeira eh um grande jardim ao qual todos tinham acesso. A segunda, onde fica a entrada do Harem, a Camara Imperial e a cozinha, apenas para convidados e funcionarios. A terceira, onde ficava a biblioteca e outros comodos especiais, apenas para parente. A quarta era destinada apenas aa familia Imperial. A visita ao palacio eh fundamental. Alem, de fazer parte da historia do Imperio Otomano, o palacio contem reliquias indescritiveis. Entre elas estao muitos pertences de Maome (inclusive sua carta convocando todos a aceitarem Alah), o braco e o cranio de Sao Joao Batista e o quarto maior diamante do mundo, usado como enfeite de turbante pelos sultoes.
O harem eh um capitulo aa parte. Tao aa parte que voce precisa comprar outro ingresso para poder entrar. Mas vale a pena. Sao quase 400 quartos em 6 diferentes niveis, onde moravam as 4 esposas do Sultao, suas 10 favoritas (mulheres com quem podia ter relacoes), a Rainha Mae (governanta do harem), centenas de concubinas e funcionarias. Os guardas eram todos eunucos (ui!) porque seria impossivel se controlar num lugar desses.
A visita ao Palacio Topkapi dura, pelo menos, 4 horas. Fizemos em 5 horas porque eu gosto de ver tudo em detalhes. Dali, caminhamos rumo a Taksim, uma praca famosa de Istambul. Fizemos o caminho pela rua Istiklal, cheia de lojas e cafes, e lotada de gente 24 horas por dia.

Ai, jah era hora de ir para o aeroporto e voltar para Kiev com os pehs doendo e uma certeza: precisamos de mais tempo em Istambul.


Bjs.

Ps - Mais fotos no Flickr, claro.

3 comments:

marcia said...

Muito legal este tour virtual, que eu pude fazer através do seu blog. Voc~e gostou da Turquia porque tem cabeça para ver a beleza da história do homem. È uma riqueza conhecer o mundo; não tem preço.
bjk

Anonymous said...

Very cool design! Useful information. Go on! metal bath shelves 2004 audi s4 review lamictal uses Cheap chinese cabinets valtrex

Anonymous said...

best regards, nice info »