Wednesday, June 29, 2005

Casamento em Lisboa, festa em Cascaes e cafezinho em Sintra.


Vista feia...
Originally uploaded by Andreas Toscano.
Portugal continua fantastico. Bom ver que nada mudou naquela terra querida. O final de semana foi otimo.

A comedia comecou logo na entrada no aviao. Assim que eu sentei, o cara ao meu lado (Ucraniano com todos os dentes de ouro) olhou para mim e apontou para um modelo da revista. O primeiro que ele viu e comecou a dizer que eu parecia com ele. Depois de rir e concordar, ele quase me abracou de alegria. Ele foi uma comedia durante todo o voo. Acho que era a primeira vez dele num aviao: pegou todos os jornais disponiveis (nao leu nenhum de tanta ansiedade), tomou 3 garrafas (!) de Coca-Cola (alem do vinho, da cerveja, da agua, do café, etc.) e tirou umas 30 fotos do ceu. Confesso que senti uma certa inveja da alegria infantil com que ele descobria cada coisa nova. Mas sei que as aeromocas nao aguentavam mais ver a luzinha acesa quando ele queria algo. Tentei tirar uma foto, mas nao consegui.

Bem, cheguei sexta-feira aa noite e jah fui para um jantar com as familias do irmao do noivo e de sua respectiva. Varios queijos, vinhos, cervejas, risotos, etc. Fantastico. Ideal para chegar de viagem e cair na cama sem sentir o fuso.

Sabado de manha, acordamos na correria. Eram 6 pessoas para 1 banheiro e 2 horas. Contando que 3 eram mulheres, sobrou um intervalo de 10 minutos entre uma e outra para mim. Sem problemas: o dia estava lindo em Cascaes e estava tudo dentro do planejado. Tudo menos as aliancas.
Chegamos ao cartorio civil de Lisboa e nos dirigimos aa sala Rubi, no horario planejado. Noivo e noiva chegaram pontualmente, mas as aliancas nao. Foi engracado. O noivo nao queria ver a noiva, mas nao havia nada a fazer nesse intermedio. Lah pelas tantas, chegou e o casamento prosseguiu sem mais delongas.

De lah, fomos para um restaurante em Cascaes, proximo aa Boca do Inferno. Um lugar sobre as pedras, com vista para o mar. Caipirinhas, patos ao vinho, bolo, bouquet. Foi uma linda confraternizacao (desculpe a frase, mas casamento sem um toque brega nao eh casamento). Parecia entrega de premio, de tanto publicitario. Mas foi legal porque lah nao se fala de trabalho fora da agencia.

Todos satisfeitos, era hora de tomar o cafezinho. Para tornar o momento especial, nada melhor do que ir ateh a charmosa cidade de Sintra. Cercados por castelos e palacios, fomos ateh a Piriquita, fonte dos sem par (influencia de Dom Quixote) Travesseiros de Sintra. Comi 3. Acho que foi a bebida porque eu jah estava estourando antes.

Feito o trajeto de volta, nos trocamos e fomos jantar (!). Fomos a um restaurante indiano muito divertido. Eles passam clipes com as boy bands de Nova Delhi. Dah para imaginar? Backstreet Boys de bigode e turbante? Lindjo.

Dali, seguimos para o Bairro Alto em Lisboa, onde a concentracao de bares gira em torno de 10 por metro quadrado. A de pessoas gira em torno de 20 em torno de voce. Eh bacana. Bebemos as piores caipirinhas de nossas vidas e fomos para o Lux, balada do Christopher Lambert. Eh uma mega-balada, na beira do rio Tejo.

Domingao, dia oficial da ressaca. Calor, boca seca, aquela coisa que se repete em qualquer lugar do mundo onde houver uma festa e um minimo de amnesia por parte do bebedor. Ninguem lembra como eh ruim. Sorte que uns amigos meus me mandaram Engov pelo Correio. Valeu, Lino e Paulinho. Isso fez o dia passar mais tranquilo. Fomos ao shopping comer, passear, comprar umas coisinhas. Depois, assistimos TV Pirata ateh a hora de ir para o aeroporto.

Acordei em Kiev. Manha traquila. Fui para casa descansar porque nao tem coisa que canse mais do que viajar a turismo.

Ps – Nem preciso dizer que tem fotos no Flickr.

3 comments:

Visitante said...

Snif, snif, só de pensar na terrinha já fico comovido !!!

Sintra ai é show, porque a do BR é uma bomba !!! hahahahahahah

Animal ... vc esqueçeu de comer o Vagalhau !!! Oras pois !!!

Um abrass,

Dudu

Andreas Toscano said...

Nao, jah tava estufado...

Anonymous said...

That's a great story. Waiting for more. » »