Monday, October 17, 2005

Transporte em Kiev.


Bilhete sovietico.
Originally uploaded by Andreas Toscano.
Transporte eh o que nao falta em Kiev.

Tem as opcoes publicas: metro, onibus, bonde, troleibus e lotacao. As privadas: taxi e limo (tem um monte). E a semi-privada: qualquer carro que estiver passando, basta esticar o braco que ele vira taxi.

O preco eh sempre ridiculamente baixo:
(em Real eh metade, tah?)

- $50 centavos pelo metro.
- $1 ou $1,50 Grivnas para transportes publicos.
- $5 a $20 Grivnas pelos taxis e carros.

Este ultimo depende mais da sua negociacao do que da distancia. Taxi aqui nao tem taximetro ou bandeirada: conversa antes, vai depois.

Mas, hoje, eu quero contar um caso que aconteceu semana passada numa lotacao. Ah, aqui lotacao chama Marshutka.

Tinha ido ver uma das opcoes de apartamento para alugar e, na volta, peguei uma lotacao. Como estava chovendo, a palavra lotacao ganhou um novo sentido (na verdade, seu entido original). Acostumado a andar de onibus no Brasil, nao me importei em andar pendurado na porta.
Depois de alguns minutos, percebi que a Marshutka nao andava. Achei que era por causa das pessoas que estavam pagando o bilhete. Engano meu, foi o tempo de olhar para tras e ver o motorista pegando distancia para me empurrar para dentro "a la metro de Toquio". O "queridaco" me empurrou pelas nadegas, sem perdao. Uma mao em cada banda. Fui rindo e derrubando tudo que estivesse na frente. O mais engracado eh que ninguem se importou.

Uma coisa interessante eh ver como as pessoas confiam umas nas outras. Cobrador aqui eh meramente a pessoa que se senta ao lado do motorista. Seu unico trabalho eh dar troco. Ninguem checa nada. E mais: as pessoas passam o dinheiro do fundo do onibus para a frente. Dizem apenas: "Uma, por favor". O dinheiro chega ao cobrador e o troco volta ateh a pessoa, mesmo que seja um troco alto. Eh impressionante.

Amanha escreverei um post lindo e maravilhoso. Com toda a masculinidade que essas palavras permitem. Aguarde.


Bjs.

6 comments:

marcia said...

Andreas, além da sua incrível capacidade de transcrever seu cotidiano; tenho a comentar o respeito com que você traduz a cultura urbana de Kiev; simplesmente sensível e sensacional.Este é um autêntico filho de mãe socióloga, antropóloga, folclorista, sempre coruja, aquariana, humanitária, liberal, cheia de compaixão pelo ser humano, lúdica para encarar diversidades e diferenças e cabeça dura também.

Visitante said...

Tiozão !!!!

Quer dizer que vc foi apalpado pelo cara da Kombi !!! hahahahahahahahahahahahahahaha

Imagina quando vc virar miss !!! O Assédio vai ser total !!! hahahaha

Gostaria de poder ter um comportamento social como o desses Gringos. Mas aqui no BR é foda !!!

Abrasss,

Dudu

Andreas Toscano said...

2 figuras...

Fred Neumann said...

Deas,a prática é a mãe do crescimento.
Sei lá se alguém já falou esta frase, mas é que você tem escrito cada vez melhor.
Os detalhes do cotidiano aí são bacanérrimos.
Você devia ser eleito embaixador da ucrânia no Brasil, mesmo estando na Ucrânia, hahahaha!

Abrassssszio,
Fredão

Andreas Toscano said...

Nao eh uma mah ideia. Ainda mais se puder pular a etapa "ser aprovado no Rio Branco".

Abrassssssss

Anonymous said...

You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it »